Vou; venha

 Colher o pomo de adão de seu Pomar de prazeres impensáveis.   Escale o monte e depois, cansado, Se enterre na cova que de Vênus nasce!   Podar a planta do meu pé para alçar voo E atingir o céu estrelado de sua boca.   Atravessar a maçã do rosto com seus dentes Até fazer …

Continue lendo Vou; venha

Sonho

Sonho Com o diabo se contorcendo, Ensanguentado  dos pés à cabeça, Como se tivesse saído de uma placenta. Ora corcoveava ora se esticava, Tentando ser liberado! Bem perto de mim. Bem longe de mim.   E alguém me dizia: _Pegue-o e leve-o a boca! Imaginei-me fazendo isso E, assim, ele se tornava Pequeno como um …

Continue lendo Sonho

Parte V – Escarrando no próprio prato

Bem, já disse que não havia esperanças de solucionar esses crimes, por isso o que sucedeu em seguida espantou a todos que tiveram notícias desta história. Nunca, nunca o assassino seria preso, não havia nenhuma pista, nenhuma testemunha, então o que aconteceu, até hoje é um mistério para qualquer um que é mau e quer …

Continue lendo Parte V – Escarrando no próprio prato