A conferência dos pássaros*

"Eu conheci um coveiro muito velho e lhe perguntei: _Você que passou a vida a cavar sepulturas, o que você viu de maravilhoso? _O que eu vi de maravilhoso _ ele respondeu_ é que durante 70 anos eu cavei sepulturas e nunca enterrei os meus sonhos." *A conferência dos pássaros (Mantiq ut-tair) foi escrita pelo poeta persa …

Continue lendo A conferência dos pássaros*

Poema final

Camilo Pessanha Ó cores virtuais que jazeis subterrâneas, _ Fulgurações azuis, vermelhos de hemoptise, Represados clarões, cromáticas vesânias, No limbo onde esperais a luz que vos batize, As pálpebras cerrai, ansiosas não veleis. Abortos que pendeis as frontes cor de cidra, Tão graves de cismar, nos bocais dos museus, E escutando o correr da água …

Continue lendo Poema final