Hélio Oiticica

PITANGA DIGITAL

helio-oiticica-filme

O documentário brasileiro “Hélio Oiticica”, dirigido pelo cineasta César Oiticica Filho (sobrinho de Hélio), foi premiado no 63º Festival de Berlim, pela Federação Internacional de Críticos de Cinema (Fipresci), na última sexta-feira (15), no Festival de Berlim.

O filme é uma das únicas maneiras de ver alguns dos trabalhos do artista plástico, pois várias de suas obras foram destruídas em 2009, durante um incêndio que atingiu a residência de seus familiares e o acervo de Hélio, localizado na mesma.

Helio Oiticica” foi exibido na seção Fórum do 63º Festival Internacional de Cinema de Berlim. O filme foi duplamente premiado no festival: ganhou, na última sexta-feira (15), além prêmio FIPRESCI, o prêmio Caligari, concedido pela revista alemã Film Dienst a obras inovadoras em termos de estilo e de temática, essa premiação é entregue aos filmes conhecidos como experimentais.

O longa contou com uma longa e detalhada pesquisa de imagens…

Ver o post original 42 mais palavras

Herman Gorter

Raras Ideias

Herman Gorter (Wormerveer, Países Baixos, 26 de novembro de 1864 — Bruxelas, 15 de setembro de 1927) foi um poeta e comunista conselhista holandês. Foi o membro principal dos Tachtigers, um influente grupo de escritores holandeses que trabalharam conjuntamente em Amesterdam na década de 1880 arredor do jornal literário De Nieuwe Gids (O novo guia). (Wikipedia)

Maio
Uma coisa é triste e causa lamento
Sempre em volta da terra, uma névoa inconstante
E leve envolve o corpo: é a alternância
Entre ser e não ser, e que cada elemento,
Alma e flor,leva até aquele reino,
Branco e silencioso e parecido com a morte.

Ver o post original

Três traduções de poemas de Alceu de Metilene- Fragmento 96 Diehl

Fragmento 96 Diehl bebamos! não fazem falta lâmpadas! basta um dedo de dia para as grandes copas multiadornadas vamos ergue-as! o filho de sêmele e zeus diôniso nos deu aos homens vinho lassidão contra a dor - olvido: a cada parte de água duas só de vinho assim plenas até a borda bebamos - uma …

Continue lendo Três traduções de poemas de Alceu de Metilene- Fragmento 96 Diehl

Alceu de Metilene – Fragmento 357 LP

Alceu - Fr.357 LP Reluz em bronze a sala.De elmos brilhantes todo o teto está apinhado, onde se ondeiam crinas alvas de cavalo, que hão de ornar a testa dos guerreiros. E dos ganchos penduradas, mil luzidas caneleiras são o aval contra uma lança poderosa. De linho novo revestidas,as couraças juncam-se no chão, em meio …

Continue lendo Alceu de Metilene – Fragmento 357 LP

Alceu de Metilene Fr. 42

Alceu Fr. 42 (trad.: C. Leonardo B. Antunes)           Dizem que por feitos ruins, Helena, Veio a dor pra Príamo e pra seus filhos. Por tua causa Zeus destruiu a sacra Ílio com fogo, Não por conta da delicada virgem Que esposou o ilustre rebento de Éaco Frente aos deuses todos. Levando-a …

Continue lendo Alceu de Metilene Fr. 42

Poemas de Safo de Lesbos

"Semelhante aos deuses parece-me que há de ser o feliz mancebo que, sentado a tua frente, ou ao teu  lado, te contemple e, em silêncio te ouça a argêntea voz e o riso abafado do amor.Oh, isso-isso-só é  bastante para ferir-me o perturbado coração, fazendo-o tremer dentro do peito! Pois basta que, por um instante, …

Continue lendo Poemas de Safo de Lesbos

Safo de Lesbos

Convite de Alceu a Safo "Oh! pura Safo, de violetas coroada e de suave sorriso, queria dizer-te algo, mas a vergonha me impede." Safo lhe respondeu: "Se teus desejos fossem decentes e nobres e tua língua incapaz de proferir baixezas, não permitirias que a vergonha te nublasse os olhos - dirias claramente aquilo que desejasses". …

Continue lendo Safo de Lesbos

A estante deslocada V

  Rafael F. Carvalho             Um amigo meu estava de mudança e pediu para eu guardar um de seus quadros. Era um quadro que mostrava pequenos veleiros ancorados. Toda a vez que eu o visitava, aqueles barcos estavam lá, com suas velas abaixadas. Não neguei seu pedido, levei o quadro para ficar em minha casa. …

Continue lendo A estante deslocada V

Estante deslocada IV

Rafael F. Carvalho Quando eu era pequeno, houve uma terrível seca em nossa terra. Nenhuma planta sobreviveu, exceto a figueira. Nada mais cresceu, nem hortas nem outras frutas. Só podíamos cultivar figos, logo eu, que sempre detestara figos. Talvez fosse um castigo divino, uma vingança ou um aprendizado que deveríamos passar, mas só me lembro …

Continue lendo Estante deslocada IV

Natércia Pontes lança livro no Espaço CULT

Ontem dia 05-02-2013, foi lançado no Espaço Cult livro "Copacabana Dreams" que compila contos da escritora cearense sobre o famoso bairro carioca. Para mais informações sobre esse evento clique no link: http://revistacult.uol.com.br/home/2013/02/natercia-pontes-lanca-livro-no-espaco-cult/

Conheça títulos considerados indignos de leitura por autoridades

da Livraria da Folha Ditadores e fanáticos religiosos são os inimigos históricos dos livros. Queimar exemplares em praça pública, tentar bani-los ou condenar um autor à morte não é lá grande novidade. Estranho é quando um Estado democrático passa a coibir a sua comercialização. Parece que Luiz Felipe Pondé tem razão: "politicamente correto é censura …

Continue lendo Conheça títulos considerados indignos de leitura por autoridades