Olhos

Nada substituirá teus internos olhos! Não sabemos viver na certa estação. Corpo no inverno, espírito no verão. Impossível, ou incerto voltar num tempo que não é eterno e o passo perfazer até um gélido leito. Sem vãos remorsos de dar-se quase sempre na hora errada. Os seus olhos não me olhavam, E os meus viam quase nada. Só sobras …

Continue lendo Olhos