O operário que sonhava em ser poeta – parte I – In memoriam de Manir de Godoy

  Era uma vez um menino meio nômade, Que vivia entre o interior e a cidade grande. O pai morrera de gangrena. A mãe costureira sustentava com esforço seis filhos: Eupídio, Cássio, Dirce, Tó, Manir e Iracema. Vendedor de doces no cinema, engraxate, Chegou a operário de fábrica de chocolate. Nada fantástica era a vida …

Continue lendo O operário que sonhava em ser poeta – parte I – In memoriam de Manir de Godoy