Augusto dos Anjos

VERSOS ÍNTIMOS Vês?!  Ninguém assistiu ao formidável Enterro de tua última quimera. Somente a Ingratidão — esta pantera — Foi tua companheira inseparável! Acostuma-te à lama que te espera! O Homem, que, nesta terra miserável, Mora, entre feras, sente inevitável Necessidade de também ser fera. Toma um fósforo.  Acende teu cigarro! O beijo, amigo, é …

Continue lendo Augusto dos Anjos

Lealdade

Hoje, não a alguém Ou a alguma coisa Ou a palavra empenhada Ou a documentos e papéis. Contratos orais ou escritos. Não a ideais Nem aos princípios nem fins, Só às sensações corporais, Ao próprio bem-estar, Ao gozo egoísta. Um dia, talvez, ao encantamento, Ao bater do coração. Privar-se apenas do desamor, do desafeto, do …

Continue lendo Lealdade