Vive dentro de mim

Dentro de mim há mundos,
Dentro de mim moram seres,
que ninguém nunca viu.
Mora um duende caolho
E uma girafa cambeta,
Duplas meninas de trança
E um menino perneta.
Dentro de mim vivem vovós
já cansadas de viver
E moças que já são vós
sem nem filhos ter.
Dentro de mim, moram todos que conheci,
Guardados a sete chaves.
De vez em quando, alguém escapa,
Mas outro alguém logo o resgata.
12-04-2012

~ por Thaís de Godoy em 3 set 2012.

Seu comentário será muito bem-vindo

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: