O Corvo

Edgar Allan Poe traduzido por Machado de Assis Em certo dia, à hora, à hora Da meia-noite que apavora, Eu, caindo de sono e exausto de fadiga, Ao pé de muita lauda antiga, De uma velha doutrina, agora morta, Ia pensando, quando ouvi à porta Do meu quarto um soar devagarinho, E disse estas palavras …

Continue lendo O Corvo

Noite na Taverna

NOITE NA TAVERNA Álvares de Azevedo MACÁRIO Onde me levas? SATAN A uma orgia. Vais ler uma página da vida, cheia de sangue e de vinho—que importa? MACÁRIO Eu vejo-os. É uma sala fumacenta. A roda da mesa estão sentados cinco homens ébrios. Os mais revolvem-se no chão. Dormem ali mulheres desgrenhadas, umas lívidas, outras …

Continue lendo Noite na Taverna