“Carece de ter coragem”

Sempre repetia minha madrinha:
“O medo não é de Deus”!
Olhos arregalados, completava ainda:
“O medo é a ausência de fé em Deus.
Falta de uma fortaleza interna!”

Mesmo que minha fé me abandonasse
Vez ou outra, quando conseguia
Reconhecer minha covardia, lembrava:
“O medo não é de Deus!”

Tememos muitas coisas.
“Hesito, logo existo”
É o bordão modernizado.
Por isso nos surpreende o gesto heroico.

Num átimo, o ser não duvida de nada.
Não duvida do que tem
de fazer imediatamente,

Mesmo que isso seja irracional.
Mesmo que isso seja loucura
Porque, naquele instante,
Mesmo o mais vacilante
passa a ter certeza do que deve,
precisa e deseja fazer.
Então ergue-se nele essa fortaleza.

De onde ela vem?
Nem sempre da fé em um Deus,
Mas simplesmente da fé:
Fé na mudança
Fé no fim da injustiça
Fé em si mesmo
Fé em poder mudar o mundo!

Mesmo que seja apenas um menino
e sua única arma uma ingênua pedra
diante de um tanque,
diante de toneladas de ferro,
diante de incalculável ódio
E, finalmente, diante do medo.

In memoriam de Faris Odeh, morto com apenas 13 anos, no dia 8 de novembro de 2000, por um sniper israelense