Rocha


 

 

 

Tu, estátua, sonhas sonhos vãos:

Queres ser pluma.

A rocha é tua sepultura,

Mas nem mesmo a espuma do mar,

Pelos século dos séculos,

escavará nela desvãos,

Por onde a luz possa penetrar,

Até desabrochar

O ser que no interior

da pedra se produz.

 

Godoy

Seu comentário será muito bem-vindo

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s