Vive dentro de mim

Dentro de mim há mundos,
Dentro de mim moram seres,
que ninguém nunca viu.
Mora um duende caolho
E uma girafa cambeta,
Duplas meninas de trança
E um menino perneta.
Dentro de mim vivem vovós
já cansadas de viver
E moças que já são vós
sem nem filhos ter.
Dentro de mim, moram todos que conheci,
Guardados a sete chaves.
De vez em quando, alguém escapa,
Mas outro alguém logo o resgata.
12-04-2012