Bizarro

Dói tanto em mim a dor da sua solidão,

Dói tanto, que se, para si,

Tomasse outra pessoa qualquer,

Através dela, sentiria que estamos

juntos numa perfeita comunhão.

 

Como gêmeos siameses que habitam o mesmo corpo

Ou entidade que incorpora alguém,

através dela, moveria meu ser

E sentiria que você me possui também.

 

Ao sentir essa mulher,

Porque serei uma, se lhe convêm,

Formaríamos uma fraternidade,

Uma santíssima trindade

tão sagrada, que todos teriam de dizer amém.

Até mesmo você, que não acredita em ninguém…

 

Godoy

24-09-2012

FoujitaCafe

 

Destaque

À Síria

Palmira, tuas palmeiras há muito não balançam ao vento!

O vento só traz até ti pó, cinzas, farelos

Que sobram das ambições de todos os tempos.

Culpada por demorar-te no meio do caminho.

 

Como tua irmã, anciã entre as localidades;

Lar dos fundadores da Acádia,

Essa coroa de fogo da deusa do amor e da guerra.

 

Alepo, algo mais nefasto que o mais nefasto

Dos terremotos perscruta teus filhos;

Sonda tuas antigas ágoras,

que viraram catedrais

que agora são mesquitas!

Em vão perguntas “por quem definho?”

 

Como tua vizinha Ebla, rocha branca,

Berço de onde partimos, nosso ninho!

Nem 5 milênios tanto dano causou a tua ancestral alegria.

Ser ruína de ruínas é teu destino?

 

Tua terra é a desejada de todas as gentes:

Persas, macedônios, romanos, árabes,

Bizantinos, cruzados, mongóis, mamelucos,

Turcos, franceses, ingleses,

Russos, estadunidenses.

Foi o que os ventos trouxeram a teus pés

E sobre tua cabeça, pobre Síria: louco desatino!

 

Lares divididos, subdivididos,

Todos somos teus descendentes.

Quebra-cabeças de venais interesses!

Joias deste Oriente, quem sentirá tua agonia?

Godoy

tmp941455928828362753

Destaque

Meus olhos

 

Aainy, meus olhos!

Aainy, meu amado!

Meu olho d’água num deserto de humanidade!

Minha devoção, feito cachoeira, transborda e cai dos meus olhos,

Em você, meu lago translúcido, no oásis em que sempre vou beber,

Depois de atravessar estes ermos.

Beba, então, também estas águas

Porque elas o refrescarão do seu deserto.

Depois vamos rir juntos de tudo;

Vamos rir como só são capazes os loucos.

Não porque desconhecemos o mal,

E somos ingênuos, imaginando que tudo está certo,

Mas sim porque, em meio a girassóis e miosótis, estamos um no outro.

 

Feliz aniversário, Fernando!

canion-de-furnas-capitolio-vista-aerea.jpg

 

 

Morto

de Ricardo Costa

 

Penso que nasci morto

Vivi meio que morto

No ponto morto

Me fiz de morto

Vivo-morto já é um morto

Vivo pode ser morto

Morto não pode ser morto

Mas morto é morto

Se morno não está morto

Se frio talvez quase morto

Gelado, com certeza morto

Amarelo encerado é um morto

Deitado caixão com flor é morto

Cem por cento morto

Até baralho tem morto

Que fica de lado como morto

Se joga bem pega o morto

Só então vive o morto

Desconectar da vida está morto

Na solidão você é um morto

Sozinho está morto

Morto bom é um bom morto

Seu futuro terá um morto

Você será um morto

Ninguém tem inveja de morto

Chora quando vê um morto

Morto por morto

Melhor um bem morto.

filmes-baseados-em_0014_shakespeare
Lawrence Olivier em Hamlet