Manifesto da poesia Pau-Brasil

 Osvaldo de Andrade A poesia existe nos fatos. Os casebres de açafrão e de ocre nos verdes da Favela, sob o azul cabralino, são fatos estéticos. O Carnaval no Rio é o acontecimento religioso da raça. Pau-Brasil. Wagner submerge ante os cordões de Botafogo. Bárbaro e nosso. A formação étnica rica. Riqueza vegetal. O minério. …

Continue lendo Manifesto da poesia Pau-Brasil

Quarto de despejo e a norma culta

Thaís de Godoy Abaixo há um trecho do diário de Carolina Maria de Jesus, moradora da favela do Canindé, em São Paulo, catadora de lixo e mãe de três filhos. Suas palavras foram transcritas letra por letra, desconsiderando o fato de que ela escreve fora da norma culta e no ano de 1955, antes da …

Continue lendo Quarto de despejo e a norma culta

Antigas Raízes

Deixarei minhas palavras soltas fugirem leves entre flocos de algodão, cruzando o triste limite dos sonhos, enfeitarei o horizonte com balões coloridos não esquecendo as cores mais sórdidas por serem as mais tristes, beberei uma água cristalina roubada da nascente vazia das palavras transportarei troncos antigas raízes de arvores por entre as correntezas se despojando …

Continue lendo Antigas Raízes

Prece à boca da minha alma

Prece à boca da minha alma Nauro Machado Não te transformes em bicho, ó forma incorpórea minha, só porque animal capricho perdeu o humano que eu tinha. Guarda, do animal, o alheio esquecimento. E somente. Mas lembra aquele outro seio que te nutriu a boca e a mente. E recorda, sobretudo, que não babas ou …

Continue lendo Prece à boca da minha alma

Carta do Refugiado às Nações

Carta do Refugiado às Nações Moisés António Sou um ser e não uma coisa Ainda que eu fosse uma coisa,                   não seria a de sem valor! Sou movido a deixar a minha terra Aquela terra de origem pátria amada, que um dia me viu nascer, me viu crescer, me viu sorrir, Sorrir para a vida,  …

Continue lendo Carta do Refugiado às Nações

Destaque

Insônia

Álvaro de Campos Insónia Não durmo, nem espero dormir. Nem na morte espero dormir. Espera-me uma insónia da largura dos astros, E um bocejo inútil do comprimento do mundo. Não durmo; não posso ler quando acordo de noite, Não posso escrever quando acordo de noite, Não posso pensar quando acordo de noite — Meu Deus, …

Continue lendo Insônia

Universo espelhado

Mais estranho que a ficção  Novas experiências revelam indícios de um mundo e uma realidade que são reflexos completos dos nossos. Este universo espelhado pode ser capaz de resolver o mistério da matéria escura do universo. A física Leah Broussard está “em busca de um universo que seja idêntico ao nosso, mas invertido de modo …

Continue lendo Universo espelhado

Nosso grande medo

Nosso grande medo não é o de que sejamos incapazes. Nosso maior medo é que sejamos poderosos além da medida. É nossa luz, não nossa escuridão, que mais nos amedronta. Nos perguntamos: "Quem sou eu para ser brilhante, atraente, talentoso e incrível?" Na verdade, quem é você para não ser tudo isso?...Bancar o pequeno não …

Continue lendo Nosso grande medo