Sonho de Verão

Agora é verão,
Mas é primavera em meu coração!
Recolho safiras que caem dos céus.
Piso rubis que brotam pelas estradas.
Apanho esmeraldas espalhadas nos prados.

Douradas borboletas e libélulas,
Anjos de asas translúcidas,
Em meus ombros e braços vêm pousar.

À sua descuidada mãe, as devolvo.
Nos brilhantes cabelos, porém, duas ficam perdidas.
E, quando são descobertas,
De papel e espelho, tentam se disfarçar.

Thaís GM

 

Jacareí, 27 de janeiro de 2018

12183649ip