Mancebo

Poética de Botequim

12181781

Jacó trabalhou como pastor para Labão

Durante sete anos para merecer a mão

de sua filha Raquel, serrana bela.

Mas se não a visse novamente,

antes de a Terra girar quatro

vezes mais ao redor do Sol,

Jacó, dela, se lembraria?

Tudo o que os olhos não viram,

naquela época remota da juventude,

o peito, agora maduro, ainda desejaria?

Nosso menino, ao crescer, nem das saias

De sua impúbere menina se esqueceu.

Ao contrário do pai de Raquel _que não

premiou Jacó, matando-o por dentro

ao entregar-lhe a outra filha mais velha, Lia,

_ o remendo das pontas soltas da vida

É o presente que receberá por sua espera.

Febre de mancebo dura a vida toda!

06-09-2012

Contraponto a:

Trecho do texto de Gian Luca para ler o texto completo acesso o link – Clamor do Sexo

Poema de Wordsworth declamado por Deani no fim do filme:

“What though the…

Ver o post original 87 mais palavras

A Ilha dos amores

A Ilha dos Amores Excertos do Canto IX d'Os Lusíadas de Luís de Camões De uma os cabelos de ouro o vento leva Correndo, e de outra as fraldas delicadas; Acende-se o desejo, que se ceva Nas alvas carnes súbito mostradas; Uma de indústria cai, e já releva, Com mostras mais macias que indignadas, Que …

Continue lendo A Ilha dos amores

O Velho do Restelo – Camões

Eis a arenga do Velho do Restelo contra as viagens marítimas e a ambição desmedida e corrupção dos portugueses no livro Os Lusíadas de Luis Vaz de Camões, poeta português:   94 Mas um velho, de aspecto venerando, Que ficava nas praias, entre a gente, Postos em nós os olhos, meneando Três vezes a cabeça, …

Continue lendo O Velho do Restelo – Camões

Estrofes para uma dama com os poemas de Camões

George Gordon, Lord Byron Este penhor votivo, apreço amável, Talvez, menina! em mim possa estimar; Ele canta, do amor, o sonho afável, Tema que nunca iremos desprezar.     Quem o condena é o néscio invejoso, Uma idosa donzela decaída; Ou o êmulo em colégio aleivoso, Sob a pena da mágoa esmaecida?     Então …

Continue lendo Estrofes para uma dama com os poemas de Camões