O Velho do Restelo – Camões

Eis a arenga do Velho do Restelo contra as viagens marítimas e a ambição desmedida e corrupção dos portugueses no livro Os Lusíadas de Luis Vaz de Camões, poeta português:   94 Mas um velho, de aspecto venerando, Que ficava nas praias, entre a gente, Postos em nós os olhos, meneando Três vezes a cabeça, …

Continue lendo O Velho do Restelo – Camões