Meu amor

Quem é você? Quem sou eu? Da mistura de nós dois, Nasceu um lago tranquilo Que encobriu vilas, Torres e cruzes Nasceu um campo de flores, Um bosque e um pasto Nasceu um sol, uma nuvem e um vento fresco. Nasceu o olhar que vê o que nasceu.

Saiba o que acontece em seu cérebro quando você lê poesia

Por Jennifer Delgado Suárez, psicóloga Poesia são dardos em forma de palavras que vão direto para a parte mais emocional do nosso cérebro. Há poemas que despertam um tsunami emotivo real e nos arrepiam, como “A Primeira Elegia”, de Rainer Maria Rilke, cujos versos dizem: “A beleza é nada mais que o princípio do terrível, Aquilo …

Continue lendo Saiba o que acontece em seu cérebro quando você lê poesia

6 poemas de Jacques Prévert

Silviano Santiago O bailado velado Na encruzilhada impossível da imobilidade uma turba de objetos inertes não consegue parar de se mover fremir dançar E os carteiros do vento como os do mar espalham a correspondência aqui e lá Cada coisa sem dúvida se destina a alguém        ou a alguma coisa talvez A pluma da …

Continue lendo 6 poemas de Jacques Prévert

Sonâmbulos

              Você não sente Que o que arranha A lousa fria e dela arranca faísca Não é nenhuma artimanha?   Você não sente Que à noite sonâmbulos executam Uma peregrinação errante? Que na ausência da mente, Só seus corpos exatos acertam o caminho que aspiram, enfim?   Você não …

Continue lendo Sonâmbulos