Ausência

Vinícius de Moraes Eu deixarei que morra em mim o desejo de amar os teus olhos que são doces Porque nada te poderei dar senão a magoa de me veres eternamente exausto. No entanto a tua presença é qualquer coisa como a luz e a vidaE eu sinto que em meu gesto existe o teu …

Continue lendo Ausência

Era de se esperar…

Luciane Reciere Era de se esperar. Era sabido. E compreensível que nada ali tivesse pé nem cabeça. Quebra-cabeça faltando peças, livro faltando páginas. Dia sem graça e escuro feito noite velha, e de fato não era mais dia, era noite que tinha daquela vocação de viver muito. Das flores se soube mais tarde que eram …

Continue lendo Era de se esperar…

Uma vez li que as formigas…

Luciane Reciere Uma vez li que as formigas espreguiçam ao acordar (e essa foi a informação mais linda que eu poderia ter), desde esse dia, comecei a praticar o espreguiçamento como arte marcial. As formigas planejam futuros, isso eu não aprendi e por isso as invejo: exploda o mundo ou não, estarão em comunhão com …

Continue lendo Uma vez li que as formigas…