Desaforismos

"O corpo é o templo onde  a natureza pede para ser reverenciada." "Livrez-vous, Eugénie; abandonnez tous vos sens au plaisir; qu'il soit le seul dieu de votre existence; c'est à lui seul qu'une jeune fille doit tout sacrifier, et rien à ses yeux ne doit être aussi sacré que le plaisir." “As paixões humanas não …

Continue lendo Desaforismos

Elixir dos Gnósticos: a existência da alma humana em Mullā Ṣadrā

Resumo da dissertação de Mestrado de Nathalia Novaes Alves, sob orientação de Michel Attie Filho e defendida no Departamento de Letras Orientais da Universidade de São Paulo (USP)             Figura-chave da chamada "Escola de Isfahān", Mullā Ṣadrā (979 H. / 1571-2 d.C ) ocupou papel de destaque durante a renascença …

Continue lendo Elixir dos Gnósticos: a existência da alma humana em Mullā Ṣadrā

“Lista” dos dez livros mais difíceis do “Mundo” ignora o Oriente

Listas sobre os livros mais relevantes do século, os mais criativos, os melhores do ano e os mais importantes de se ler antes de morrer. As relações são infinitas, embora muitas vezes bastante duvidosas, mas sempre populares no mercado editorial. A mais recente foi divulgada esta semana pelo jornal britânico The Guardian. O site literário …

Continue lendo “Lista” dos dez livros mais difíceis do “Mundo” ignora o Oriente

O passado, essa grande nebulosa indiferenciada…

Recomendo

Hum Historiador

OS JOVENS QUE ESQUECEM A MEMÓRIA E A HISTÓRIA
por Umberto Eco – publicado em Geledés | 09 mai. 2015

umberto_eco Umberto Eco é um filósofo, semiólogo, linguista e bibliófilo italiano. Atualmente é diretor da Escola Superior de Ciências Humanas da Universidade de Bolonha. 

É um truísmo que os jovens carecem de conhecimento histórico geral. Mas, na minha experiência, para muitos jovens o passado se achatou em uma grande nebulosa indiferenciada. É por isso que, em uma carta aberta publicada recentemente na revista italiana “L’Espresso”, aconselhei meu neto adolescente a exercitar sua memória aprendendo de cor um longo poema.

Eu temo que as gerações mais jovens de hoje corram o risco de perder o poder da memória, tanto a individual quanto a coletiva. Pesquisas revelaram os tipos de enganos que persistem entre jovens ostensivamente educados: por exemplo, li que muitos universitários italianos acreditam que Aldo Moro foi líder da organização militante…

Ver o post original 616 mais palavras

Proposta concreta

18/06/2013 - 03h30 Há várias maneiras de esconder uma grande manifestação. Você pode fazer como a Rede Globo e esconder uma passeata a favor das Diretas-Já, afirmando que a população nas ruas está lá para, na verdade, comemorar o aniversário da cidade de São Paulo. Mas você pode transformar manifestações em uma sucessão de belas …

Continue lendo Proposta concreta