Ozymândias de Percy Shelley

Trad. André Vallias. [2015] em: Acontecimentos, 12/03/15, em Escamandro. Disse o viajante de uma antiga terra: “Duas pernas de pedra, no deserto, Despontam gigantescas, e bem perto Há um rosto destroçado que descerra Os lábios num sorriso de comando Que atesta: o escultor leu com mestria Paixões que na matéria inerte e fria A mão …

Continue lendo Ozymândias de Percy Shelley

A flor de Coleridge

De Jorge Luis Borges   Em 1938, Paul Valéry escreveu: “a história da literatura não deveria ser a história dos autores e dos acidentes da sua carreira ou da carreira de suas obras, mas a história do Espírito como produtor ou consumidor de literatura”. Não era a primeira vez que o Espírito formulava essa observação; …

Continue lendo A flor de Coleridge