Estrela da Manhã

Estrela da Manhã por Manuel Bandeira Eu quero a estrela da manhã Onde está a estrela da manhã? Meus amigos meus inimigos Pocurem a estrela da manhã Ela desapareceu ia nua Desapareceu com quem? Procurem por toda parte   Digam que sou um homem sem orgulho Um homem que aceita tudo Que me importa? Eu quero …

Continue lendo Estrela da Manhã

Consoada

Consoada Manuel Bandeira Quando a Indesejada das gentes chegar (Não sei se dura ou caroável), talvez eu tenha medo. Talvez sorria, ou diga: — Alô, iniludível! O meu dia foi bom, pode a noite descer. (A noite com os seus sortilégios.) Encontrará lavrado o campo, a casa limpa, A mesa posta, Com cada coisa em …

Continue lendo Consoada

Belo belo

Manuel Bandeira Belo belo minha bela Tenho tudo que não quero Não tenho nada que quero Não quero óculos nem tosse Nem obrigação de voto Quero quero Quero a solidão dos píncaros A água da fonte escondida A rosa que floresceu Sobre a escarpa inacessível A luz da primeira estrela Piscando no lusco-fusco Quero quero …

Continue lendo Belo belo