“Indescrição”

Não sou um cão cansado de viver, Não sou a garça, Não sou a Graça, Não sou o quer que eu seja Nem o que quer que seja. Nem Beatriz nem Tereza Nem anjo nem capeta Nem estável ou volúvel Ou frágil e forte Ou uma dama de negro, que anuncia sua morte. Nem uma …

Continue lendo “Indescrição”