Alegria!

Alegria Não se desesperem com as PECs no meio do caminho, com a alta do dólar, com a perda dos salários, com a falta de trabalho com a corrupção, com os privilégios dos políticos, dos ricos, dos magistrados com a morte da poesia com a vitória de um imbecil. Não se desesperem se todos lhes disserem: "Queridas, …

Continue lendo Alegria!

18 HAICAI – A POESIA CLÁSSICA DO HYAKUNIN-ISSHU

Por Regina Bostulim O Hyakunin-Isshu é uma antologia de cem wakas[1], escritos entre os séculos VII e XIII, período em que Fujiwara no Teika (1162-1241) juntou a coleção. Os poemas são cem tankas, compostos por 31 sílabas (5-7-5-7-7)[2]. Hyakunin significa cem pessoas e isshu significa poemas (sendo shu a contagem do número de poemas). O …

Continue lendo 18 HAICAI – A POESIA CLÁSSICA DO HYAKUNIN-ISSHU