A vida

“A vida é luta renhida”G. Dias

Mimado menino acostumado a fazer manha;

Menino promíscuo acostumado a fazer birra,

Toma tento e até que cresça não me apareça!

Que a vida não pára, não volta, não espera

E se acaba tão depressa…

Menino mimado e desacostumado ao não,

Não pode voltar ao seu ninho,

Porque seus conjuros nas encruzilhadas,

suas preces, promessas

nem sempre serão alcançadas!

Nos nossos caminhos, são fartos os espinhos;

sobejam carcaças dormindo ao relento

reanimadas por abutres famintos.

Menino mimado, não esqueça: a vida não é uma festa!

 

 

Thaís GM